Como controlar a pressão?

Para controlar a pressão alta de forma eficaz, além do tratamento recomendado pelo médico, é essencial fazer mudanças em alguns hábitos da vida, pois, muito do que fazemos ou comemos se reflete diretamente sobre a pressão.
Assim, algumas das atitudes essenciais para diminuir a pressão são perder peso, praticar atividade física e parar de fumar, por exemplo.Algumas mudanças, entretanto, não são fáceis, pois ninguém merece comer uma comida sem gosto e não dá para emagrecer da noite para o dia, por exemplo, portanto, estas 5 dicas podem ser seguidas no dia-a-dia, inclusive na gravidez, para tornar estes objetivos mais fáceis de alcançar:

1. Substituir o sal por outros temperos. O sal não é o único tempero que pode dar sabor à comida, e existem muitas opções para substitui-lo, podendo-se investir em temperos como: pimenta, cebola, alho, gengibre, orégano, salsa, coentro, manjericão, açafrão, louro e alecrim. É possível caprichar nestes temperos sem culpa, e, ainda, poder alterná-los e descobrir novos sabores.
Além disso, deve-se evitar as comidas enlatadas, embutidas e congeladas, ou os temperos prontos, como em cubinhos ou em pote, pois contém muito sal e outros aditivos que não podem ser controlados, estando contra-indicados para quem é hipertenso. Assim, é importante preferir os alimentos preparados em casa, ou da forma mais natural possível. Se é preciso comer fora com muita frequência é recomendado levar marmitas de casa, que podem, inclusive, ser feitas todas em um dia da semana e congeladas em vasilhas separadas. aprenda um cardápio semanal saudável e os cuidados no preparo das marmitas para levar ao trabalho.

2. Praticar atividade física regularmente. A prática de exercícios físicos é essencial para ajudar a controlar a pressão arterial e melhorar a circulação sanguínea, ajudando a prevenir e tratar diversas doenças. Entretanto, este efeito só será alcançado, se os exercícios forem praticados de forma regular, no mínimo, 3 vezes por semana.Então, de nada adianta se esforçar em excesso na academia por 3 dias seguidos, e depois passar 10 dias sem ir, ou apenas fazer atividades aos fins de semana.
Assim como o remédio deve seguir uma rotina, a atividade física também deve ser encarada como um tratamento e, mais que isso, um investimento em uma melhor saúde e qualidade de vida. Veja dicas de treinos para controlar a pressão arterial.

3. Controlar o estresse. O estresse e a ansiedade causam diversas reações negativas no corpo, como a produção de hormônios como cortisol, adrenalina e insulina que podem fazer com que a pressão esteja sempre aumentando, mesmo com o tratamento correto.Assim, procurar alternativas para diminuir o níveis de estresse do dia-a-dia, mesmo que a rotina não ajude, é recomendado para ajudar no controle da pressão. Ótimas alternativas para isto, são a realização de práticas como meditação, yoga, massagem, acupuntura e pilates. A prática da atividade física também ajuda a regular os níveis de hormônios e estresse, mesmo que seja uma caminhada de 30 minutos.

4. Dormir entre 6 e 8 horas por noite. Para que os batimentos cardíacos e o fluxo dos vasos sanguíneos se normalizem, permitindo um melhor controle da pressão arterial, é necessário, pelo menos, 6 horas de sono por noite. Portanto, apesar de poder variar de pessoa para pessoa, o ideal é que o sono dure cerca de 7 horas, sendo que mais que 8 horas também não é benéfico para a saúde, aumentando o risco de doenças cardiovasculares.
Além disso, também é importante ter um sono relaxante e reparador, evitando insônias e agitações noturnas, que prejudicam o efeito do sono para a saúde. Confira quais são as 10 dicas para dormir bem.

5. Tomar os remédios nos horários corretos. É importante que os medicamentos da pressão sejam tomados nos intervalos recomendados pelo médico, a cada 8, 12 ou 24 horas, por exemplo, sendo importante que sejam tomados sempre nos mesmos horários todos os dias. Esta disciplina é importante, pois o efeito dos medicamentos varia ao longo do tempo, então, se a pessoa atrasa ou antecipa o horário do remédio, o efeito pode variar. Um exemplo é, se um remédio deve ser tomado de 8 em 8 horas, o seu intervalo pode ser tanto às 6h, 14 h e 22h, como às 8h, 16h e 24h, por exemplo. Assim, os intervalos são respeitados, mas o horário fica definido de acordo com a necessidade de cada pessoa, sendo preferível que sejam os mesmo horários todos os dias. Caso exista alguma dificuldade em seguir a rotina de horas dos medicamentos, é importante conversar com o médico para avaliar a possibilidade de ajustar ou até mudar o medicamento.
Uma dica para não esquecer, é colocar um despertador ou celular para avisar quando for a hora correta, e sempre levar na bolsa ou carteira uma caixinha com alguns medicamentos para usar quando não estiver em casa.
1
Olá, Bem vindo(a) a nossa página Como controlar a pressão?. Por aqui podemos te dar todas as informações e ainda conseguir bons DESCONTOS.
Em que podemos ajudar?
Powered by